domingo, 31 de julho de 2011

DECRETO QUE DISCIPLINA AS APRESENTAÇÕES DE ARTISTAS DE RUA EM VIAS E LOGRADOUROS PÚBLICOS



REPASSANDO...

O colega, professor de Artes da rede, Jorge Noronha, repassou aos professores do grupo de estudo quantum_artes este comunicado de Kuka Matos sobre o Decreto que disciplina as apresentações de artistas de ruas. Eu eu repasso aqui aos demais professores de Artes de nossa rede...

"DEMONSTRAÇÃO DE LUTA, FIRMEZA, DE CONSCIÊNCIA POLÍTICA E CULTURAL COLETIVA!

Vamos adequar este decreto de São Paulo as realidades dos nossos municípios e replicar em todo pais como Lei Municipal ou Decreto.

Viva as Artes Públicas!

*Kuka Matos*
*Salvador - Bahia* "





DECRETO QUE DISCIPLINA AS APRESENTAÇÕES DE ARTISTAS DE RUA EM VIAS E LOGRADOUROS PÚBLICOS

*DECRETO Nº 52.504, DE 19 DE JULHO DE 2011*

*Disciplina a utilização de vias e logradouros *

*públicos da Cidade de São Paulo para a *

*apresentação de artistas de rua.*

GILBERTO KASSAB, Prefeito do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, CONSIDERANDO a necessidade de definição de regras e critérios objetivos pelo Poder Público Municipal, visando preservar a livre expressão das atividades e manifestações artísticas e culturais nas vias e logradouros públicos da Cidade de São Paulo, bem como assegurar o bem-estar da população,

*D E C R E T A:*

*Art. 1º*. Fica permitida aos artistas, em caráter experimental, na forma regulamentada por este decreto, a apresentação gratuita de seu trabalho em vias, parques e praças públicas, observado o disposto na Constituição Federal, sendo vedada qualquer forma de comercialização em tais apresentações.

*Art. 2º.* As manifestações artísticas permitidas por este decreto são as seguintes:

I - música executada individualmente ou em grupo, ao vivo, com ou sem auxílio de instrumentos musicais;

II - dança executada individualmente ou em grupo;

III - malabarismo ou outra atividade circense;

IV - teatro;

V - poesia e literatura apresentadas de forma declamada ou em exposição física das obras.



*Parágrafo único.* Em todas as atividades e apresentações artísticas e culturais previstas nos incisos I a V do “caput” deste artigo deverão ser obedecidos os parâmetros de incomodidade e os níveis máximos de ruído estabelecidos para cada zona da Cidade pela Lei nº 13.885, de 25 de agosto de 2004, especialmente nos casos em que sejam utilizados instrumentos musicais ou aparelhos de som.

*Art. 3º.* Os artistas deverão permanecer de forma transitória nas vias, parques e praças públicas, vedada qualquer forma de reserva de espaço para uso exclusivo, devendo tal utilização limitar-se exclusivamente ao período de execução da manifestação artística.



*Art. 4º*. As atividades que necessitem de montagem de estrutura para sua execução somente poderão ser realizadas em parques e praças públicas, desde que respeitado o livre trânsito de pessoas e a integridade das áreas verdes e demais instalações do logradouro, com observância das seguintes regras:

I - os pisos elevados de madeira, estrutura metálica ou de qualquer outro material deverão ter área máxima de 6m² (seis metros quadrados) e altura de até 50cm (cinquenta centímetros), podendo ser instalados mediante prévia comunicação à SVMA ou à Subprefeitura competente, conforme o caso, desde que:

a) sejam utilizadas estruturas de montagem manual e facilmente removíveis, que deverão ser retiradas pelo artista imediatamente após o término da apresentação;

b) não possuam nenhum tipo de estrutura vertical além do piso;

c) tenham todas as laterais fechadas;

II - qualquer outro tipo de estrutura para realização do evento dependerá
de Alvará de Autorização,expedido pela Subprefeitura competente, nos termos da legislação pertinente;

III - atividades que necessitem de utilização de veículos dependerão de prévia concordância da Companhia de Engenharia de Tráfego - CET.

*Art. 5º.* Além da observância ao disposto nos artigos 2º e 3º deste decreto, as apresentações e manifestações artísticas e culturais realizadas em vias públicas deverão obedecer sempre as seguintes normas:

I - deverá ser mantido o mínimo de 1,20m (um metro e vinte centímetros) de calçada livre e desimpedida para tráfego de pedestres, respeitada a
ocupação máxima de 1/3 (um terço) da largura total do passeio;

II - deverão ser respeitados a livre circulação de pedestres e o tráfego de veículos, bem como preservados os bens particulares e de uso comum do povo.

*Art. 6º.* Ao artista que se apresentar nas vias, parques e praças públicas é permitido aceitar contribuições pecuniárias, desde que feitas de forma voluntária pela população, sem qualquer tipo de imposição.

*Art. 7º.* No que se refere aos parques municipais, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente editará portaria, estabelecendo normas específicas para sua utilização, considerando as características próprias dessas áreas verdes, bem como a natureza das apresentações artísticas ou culturais.

*Art. 8º.* O descumprimento ao disposto neste decreto ensejará a suspensão da apresentação, bem como a apreensão dos equipamentos e materiais utilizados.

*Art. 9º.* A Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras poderá editar portaria contendo normas complementares à execução deste decreto.

*Art. 10.* Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação.

*PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, aos 19 de julho de 2011, 458º da fundação de São Paulo.*



GILBERTO KASSAB*, PREFEITO*

RONALDO SOUZA CAMARGO, *Secretário Municipal de Coordenação das Subprefeituras*

EDUARDO JORGE MARTINS ALVES SOBRINHO, *Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente*

GIOVANNI PALERMO, *Secretário do Governo Municipal – Substituto*

Publicado na Secretaria do Governo Municipal, em 19 de julho de 2011**

*Publicado no Diário Oficial do Município de São Paulo, em 20 de julho de 2011*


Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins

quinta-feira, 21 de julho de 2011

CONTEMPORÂNEA ART PARATY 2011




"Com seu centro histórico tombado como Patrimônio Nacional devido à riqueza harmoniosa de sua arquitetura colonial, e sediando eventos de renome nas áreas de literatura, fotografia, música e cinema, Paraty, localizada no sul do Estado do Rio de Janeiro, estabeleceu-se como um forte pólo cultural no Brasil, agora unindo forças na divulgação e consolidação das artes visuais.

Os eventos de abertura da primeira edição do Contemporânea Art Paraty Festival Internacional das Artes Visuais, que completa a programação cultural de Paraty, RJ, inserindo-se no calendário da cidade, ocorrem entre os dias 29 e 31 de julho de 2011.
Tendo em mente a efervescência cultural da cidade, somada à grande quantidade de ateliês de artistas ali residentes, o artista italiano Cesare Pergola, que escolheu há anos o Brasil como residência e administra uma galeria de arte contemporânea em Paraty, idealizou o festival em parceria com o produtor cultural Pedro Cler. Fator fundamental para a empreitada foi o sucesso da primeira edição, realizada em 2010, do Prêmio Belvedere Paraty, concurso de Arte Contemporânea também organizado por Cesare e sua galeria.

O Contemporânea Art Paraty Festival Internacional das Artes Visuais apresenta uma programação bastante variada. Além de exposições, tanto de nomes nacionais quanto internacionais, estão programadas palestras e mesas redondas, homenagem a Emanoel Araujo, premiação do concurso de arte, oficinas para crianças. Até mesmo restaurantes preparam pratos especiais para seus cardápios relacionados às artes, integrando também o circuito que tomará a cidade.

A Igreja do Rosário foi o local escolhido como ponto central dos eventos do Contemporânea Art Paraty. Pela primeira vez em sua história a edificação, patrimônio datado de 1825, abre suas portas para um evento de arte. Na igreja será realizada a abertura oficial do festival e um cortejo com grupo de maracatu, abrindo as exposições. Nos demais dias ocorrerão palestras, mesas redondas e projeções.

Para a primeira edição do Contemporânea Art temos ainda exposições a céu aberto, com as ruas da cidade ilustradas com temas relacionados a importantes movimentos artísticos: impressionismo, abstracionismo, modernismo, surrealismo, pop art, cubismo e expressionismo. Essas ruas ficam decoradas até o dia 07 de agosto com reproduções de obras de alguns dos grandes mestres da História da Arte mundial, democratizando o acesso às artes. Além disso, restaurantes e bares locais criarão pratos e drinques homenageando um artista de renome do movimento que caracteriza a rua onde o estabelecimento está localizado.

Em 2011, dando início a uma tradição que se repetirá nos anos seguintes, o Contemporânea Art Paraty prestará tributo a um artista plástico brasileiro com carreira consolidada. Na edição inaugural, o homenageado é Emanoel Araujo, escultor, desenhista, gravurista, figurinista, ilustrador, cenógrafo, pintor, curador, museólogo e amante das artes. Além de ministrar palestra e expor um recorte de seu trabalho em mostra individual na Casa da Cultura, Emanoel convida para o festival seis artistas com cujos trabalhos se identifica, e estes terão obras expostas nos espaços compartilhados com artistas locais em seus ateliês (relação abaixo).

Como parte da agenda do Contemporânea Art Paraty ocorre a última etapa do Prêmio Belvedere Paraty 2011. Os 30 artistas selecionados para a fase final da premiação terão suas obras expostas na Galeria Belvedere e o vencedor será anunciado no dia 30 de julho. Khaori Wakamatsu, vencedora de 2010, terá exposição individual no Espaço do IPHAN. Em todas as edições do Contemporânea Art, aliás, acontece exposição individual do vencedor da edição do ano anterior do Prêmio Belvedere.

O festival tem entre suas missões a de promover integração entre artistas de Paraty com artistas de outras partes do Brasil e do mundo. Nessa primeira edição ocorre intercâmbio de nomes paratienses com brasileiros de outras localidades, além de Benin e Espanha.

O evento conta ainda com uma mostra especial de seis artistas plásticos tailandeses, convidados pelo organizador. Essa exposição coletiva terá curadoria de Maitree Siriboon, artista tailandês em ascensão e curador da White Space Gallery, em Bangkok, cujo trabalho já foi exposto em países como Itália, Holanda, Inglaterra, China e Malásia."




Leia a postagem na íntegra aqui: PORTO CULTURA.COM: http://www.portocultura.com.br/2011/contemporanea-art-paraty-2011/

e ainda no blog: SUPER GIBA ARTE CONTEMPORÂNEA: http://supergiba.blogspot.com/2011/07/contemporanea-art-paraty-2011.html



Postado por: Imaculada Conceição Manhães Marins

quarta-feira, 20 de julho de 2011

IDEIAS MUITO LOUCAS E DIVERTIDAS!






Eu achei uma postagem com trabalhos bem inusitados de artes ("11 Artistas que trabalham com os materiais mais incomuns" - cliquem no título para acessar). Eu não faço ideia do que o meio artístico "mais intelectualizado" (os que "determinam" - digamos assim... se é que isso é possível... - qual vai "ser" a História da Arte) pensam a respeito (será que consideram Arte?)... Enfim, dos 11 artistas, selecionei alguns. Vejam os demais acessando a postagem!


"Muitos artistas criam obras que nos impressionam com os materiais mais atípicos o possível. Neste artigo você vê apenas alguns exemplos." [...] "Jennifer Maestre é uma estadunidense que usa uma ferramenta comum de arte de uma maneira inusitada. Suas esculturas feitas com lápis coloridos (primeira imagem, acima) possuem aparências peculiares".





"O estadunidense Nathan Sawaya é famoso pelas suas espantosas esculturas feitas apenas com peças de Lego".





"Choi Jung Hyun é um artista coreano que reside da Nova Zelândia e cria esculturas curiosas com teclados e mouses de computadores".




"Este artista britânico, conhecido como o ‘Picasso da Calçada’ cria imagens estonteantes e tridimensionais nas calçadas de todo o mundo".




"Guido Daniele é um italiano especializado na pintura de mãos. Sua “tela” acaba tomando a forma do seu desenho".



Este trabalho é muito fofo!
Com cheirinho de chiclete... Deve ser uma obra cheirosa, porém, nada ecológica...


"O italiano Maurizio Savini cria esculturas ‘deliciosas’ feitas de chicletes".



NOTAS:

(1) HYPE SCIENCE: "11 Artistas que trabalham com os materiais mais incomuns": http://hypescience.com/arte-incomum/
(2) O artigo original: Art & Literature: "11 Artists Working In Unusual Media" http://listverse.com/2008/12/07/11-artists-working-in-unusual-media/



Postado por: Imaculada Conceição Manhães Marins


sábado, 16 de julho de 2011

MAM - RJ


NÚCLEO EXPERIMENTAL DE EDUCAÇÃO E ARTE


(cliquem na imagem acima para ver a programação)




Enviado por e-mail por:

Jacqueline Mac-Dowell

Arte Educadora

SMERJ-CT Artes Visuais
IHA - Equipe Artes



Postado por: Imaculada Conceição M. Marins

terça-feira, 12 de julho de 2011

ALUNA DE UM NÚCLEO DE ARTE DA REDE É A MAIS NOVA CINEASTA MIRIM PREMIADA!




Filha de professores da rede (SME-RJ) e aluna de um de nossos Núcleos de Arte (Unidades de Extensão - SME-RJ), a pequena Laura Bezerra Lima, de apenas 11 anos, venceu o primeiro Concurso Nacional de Vídeo na categoria ensino fundamental da Região Sudeste. E ainda participa com a animação "A Fábula do Pássaro e da Minhoca" do Festival Anima Mundi 2011 (15 a 24 de julho de 2011), sessão Futuro Animador I (link da programação: http://www.animamundi.com.br/pt/festival/informacoes/programacao:577.html ).

Laura Bezerra Lima é aluna de teclado da professora Joselinda, do Núcleo de Arte Grécia. Depois que entrou para a oficina de teclado, passou a fazer a trilha sonora de seus filmes. É filha do Professor de vídeo do Núcleo de Arte Grécia, Luiz Claudio Lima, diretor do Alma Suburbana, primeiro longa metragem feito por alunos da rede municipal. Laura também ajudou o pai na edição deste longa. E é filha de Tâmara Bezerra, professora de filmagem e fotografia do Polo de Educação para o Trabalho Telêmaco Gonçalves Maia.



O Globo On line: Cineasta Mirim

A menina de apenas 11 anos que venceu o primeiro Concurso Nacional de Vídeo na categoria ensino fundamental da Região Sudeste, Laura Bezerra Lima, não pode ser considerada uma caloura na sétima arte.

A pequena já teve as animações "A história da boneca de pano" e a "A fábula do pássaro e da minhoca" inscritas em festivais e já viajou à Holanda para ver seu filme "O sol e a chuva" ser premiado.


(cliquem aqui e vejam a postagem online e
a animação vencedora do Concurso Nacional de Vídeo, que tinha como tema "Arte e cultura na prevenção do uso de crack e outras drogas").



NOTAS:


(1) Referências: O Globo - bairros.com: http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2011/07/03/cineasta-mirim-389786.asp

(2) Scanner do jornal (O Globo, domingo, 03 de julho de 2011) e demais informações (por e-mail): profa. Luciana Lima, do Núcleo de Arte Grande Otelo/6a.CRE


Postado por: Imaculada Conceição M. Marins

segunda-feira, 11 de julho de 2011

PROJETO CINECLUBE NAS ESCOLAS

Chega de Bullying - Curta-Metragem


E.M. ROSA DA FONSECA / 8a.CRE


Pesquisando na Internet sobre o projeto CineClube nas Escolas, fui dar no blog do Ginásio Experimental Carioca Coelho Neto / 6a.CRE - que está, através da professora de Sala de Leitura, Rosane Nazaret, e do professor Marcelo de Assis, de História, juntamente com os alunos organizando o Projeto e desenvolvendo o futuro desenho do CineClube em sua Unidade Escolar. Para criar um clima de inspiração, o blog postou sobre um excelente trabalho desenvolvido em outra U.E. - E.M. Rosa da Fonseca/ 8a.CRE. Confiram...




GINÁSIO EXPERIMENTAL CARIOCA COELHO NETO




"CURTA O PESSOAL DO ROSA DA FONSECA:

Alô todos,

Atentem para o tema desenvolvido nesse curta do projeto "Cineclube nas Escolas". O professor Rafael, participante do projeto, fez esse filme com seus alunos da Escola Municipal Rosa da Fonseca [vídeo acima].

O Bullying é a expressão agressiva da falta de respeito ao diferente. O compositor Caetano Veloso, em um de seus versos, na música Sampa, escreveu: "É que Narciso acha feio o que não é espelho". É o retrato de quem só olha para si sem respeitar nada mais ao seu redor. Lembrem-se, é melhor procurar um amigo, ou falar com um professor do que agredir um colega mais frágil:

CHEGA DE BULLYING!"



NOTAS:

(1) Youtube da E.M. Rosa da Fonseca / 8a.CRE: http://www.youtube.com/user/emrfonseca

(2) Blog da E.M. Rosa da Fonseca / 8a.CRE: http://emrfonseca.blogspot.com/

(3) Blog do Ginásio Experimental Carioca / 6a.CRE: http://geccoelhoneto.arteblog.com.br/

(4) Em Rioeduca Net: A Revolução Acontece veja a apresentação do blog do GEC Coelho Neto 6a.CRE (por Imaculada Conceição): http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=700

(5) Apresentando o blog da E.M. Rosa da Fonseca (por Marcelo Fernandes), Rioeduca Net: A Revolução Acontece / 8ª CRE: http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=1020 e a postagem "VINHETA PARA O PROJETO CINE CLUBE 8ª CRE" (por Marcelo Fernandes), Rioeduca Net: A Revolução Acontece / 8ª CRE: http://www.rioeduca.net/blogViews.php?id=1084

(6) Se a sua escola participa do Projeto Cineclube nas Escolas, não deixe de se inscrever no Curso Avançado I de Audiovisual (até dia 15 de julho). Informações nos blogs: RIOEDUCA.NET...TECENDO IDEIAS: http://rioeducaideias.blogspot.com/2011/07/curso-avancado-i-do-projeto-cineclube.html - CONEXÃO DAS ARTES SME-RJ: http://conexaodasartes-sme-rj.blogspot.com/2011/07/curso-avancado-i-do-projeto-cineclube.html



Postado por: Imaculada Conceição M. Marins

quinta-feira, 7 de julho de 2011

NOSSAS ANIMAÇÕES: E.M. GENERAL JOÃO MENDONÇA LIMA


RAP ANTIDROGAS



"Nossas Animações"

Projeto de animação da Escola Municipal General João Mendonça Lima realizado pela professora Katia Martins Cordeiro (História) e seus alunos.


1ª animação deste ano de 2011 (ver vídeo acima): Rap Antidrogas


Confiram a seguir alguns dos trabalhos realizados em anos anteriores...




ESSE É BRASILEIRO!




"Esse é Brasileiro" foi realizada por ocasião dos Jogos Pan-Americanos e foi exibida na Lagoa Rodrigo de Freitas num telão e também já fez carreira internacional sendo exibida em Festivais em Córdoba, na Argentina e na Austrália.




EL PINO DE NAVIDAD (O PINHEIRO DE NATAL)




O Pinheiro de Natal", esta é a versão em espanhol, há também as versões em português e inglês...




NOTAS:

(1) Conheçam o blog da E.M General João Mendonça Lima: http://jmlima.blogspot.com/
(2) As informações acima foram retiradas da postagem "Nossas Animações": http://jmlima.blogspot.com/2011/05/nossas-animacoes.html



Postado por: Imaculada Conceição Manhães marins

quarta-feira, 6 de julho de 2011

INSCRIÇÕES PRORROGADAS: FESTIVAL INTERNACIONAL PEQUENO CINEASTA




Festival Internacional Pequeno Cineasta

Inscrições Prorrogadas até 08/08/2011


A 2ª edição do Festival Internacional Pequeno Cineasta(1) será realizada no Rio de Janeiro em novembro de 2011 premiando filmes de curta metragem realizados por crianças e jovens do mundo inteiro, nos gêneros ficção, documentário, experimental e animação.

Novo prazo para inscrições: 08 de agosto de 2011.

Endereço para envio de correspondências e materiais:

Werger Pro
Festival Internacional Pequeno Cineasta 2011

a/c Cristina Savian
Praia do Flamengo, 98 / 211 – Flamengo – Rio de Janeiro - RJ
Brasil – CEP 22.210-030
contato@pequenocineastafest.com.br
www.pequenocineastafest.com.br







NOTA:

terça-feira, 5 de julho de 2011

Curso Avançado I do Projeto Cineclube nas Escolas




ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O MÓDULO AVANÇADO I DO CURSO DE AUDIOVISUAL


Estão abertas de 4 até 15 de julho as inscrições para o Módulo Avançado I do curso de audiovisual oferecido pela Gerência de Mídia-Educação. O público alvo são os professores das escolas do Projeto Cineclube que fizeram o módulo inicial em 2008, 2010 ou 2011. Para fazer a inscrição, envie um e-mail para avancado1@gmail.com, informando seu nome completo, horário de preferência para realizar o curso (manhã ou tarde), e-mail (de preferência do Rioeduca), matrícula, cargo/função e lotação. A inscrição será confirmada, por e-mail, no dia 1º de agosto pela Gerência de Mídia-Educação.


O curso terá 6 encontros, sempre às terças-feiras, na E.M. Reverendo Martin Luther King (Rua Joaquim Palhares, 648, Praça da Bandeira – Tel.: 2293-0518 2273-2544). Serão oferecidas duas turmas: uma no turno da manhã (8h às 12h) e outra no turno da tarde (13h às 17h). As aulas começarão no dia 9 de agosto.








Tome Nota na Agenda do Calendário do Curso Audiovisual Módulo


AVANÇADO I


* Agosto: 9, 16, 23 e 30 * Outubro: 18 e 25


Currículo resumido do dinamizador do curso: Geraldo Pereira Junior:


Mestrado em tecnologia Educacional nas Ciências da Saúde NUTES/UFRJ; formado pela Escola de Comunicação ECO/UFRJ, com extensão em Antropologia e Imagem NAI/UERJ. Trabalhou com Eduardo Coutinho nos premiados documentários “Babilônia 2000” e “Edifício Master”; com Sandra Werneck no documentário “Meninas”. Coordenou o Núcleo de Vídeo da ONG ENDA Brasil – antena da rede ENDA, com sede em Dakar/Senegal – onde realizou filmes com jovens e foi convidado para o 13o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo: Fórum “A Formação do Olhar nas periferias do mundo” ; para o Festival Internacional do Rio-BR de cinema: Mostra Geração Futura/RJ; para o Programa Zoom, TV Cultura/SP; e para o Festival International du Documentaire de Marseille / Fictions du Réel, França. Foi professor do Núcleo de Vídeo do Grupo Cultural AfroReggae e da ONG Nós do Cinema. Integrou o projeto “A Escola vai ao Cinema”, realização SESC Nacional / CINEDUC, com aulas para professores e alunos da rede pública de ensino em todo o Brasil. No segundo semestre de 2007 fez a coordenação pedagógica das oficinas de vídeo do projeto Imagem Jovem / PROJOVEM, em seis capitais brasileiras – o projeto é uma realização da Fundação Roberto Marinho e da Secretaria Interministerial da Juventude do Governo Federal.





E/SUBE/CED/Mídia-Educação
Tel:2976-2318 /2976-2319

Adelaíde Léo
Gerência de Mídia Educação-SME/RJ
(21)2976-2318
(21)2976-2319


NOTAS:

(1) Informações enviadas por e-mail por Adelaíde Léo (Gerência de Mídia Educação - SME-RJ)

(2) Esta postagem também no blog Rioeduca.net...Tecendo Ideias! http://rioeducaideias.blogspot.com/2011/07/curso-avancado-i-do-projeto-cineclube.html

(3) Imagens: alunos da E.M. Mario Piragibe/6a.CRE numa Oficina de Animação do AnimaEscola / AnimaMundi, 2010, profa. Imaculada Conceição.


Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Profª. Kátia Callaça - E.M. Silveira Sampaio







Kátia Callaça, profª de Artes Visuais da E. M. Silveira Sampaio, nos enviou, por e-mail, uma pequena mostra do trabalho que realiza em arte-educação! Nos vídeos, trabalhos de pintura mural "à Romero Britto" e uma atividade na Páscoa (esta realizada no Núcleo de Artes). Ainda, duas propostas de trabalho de 2009.

Confiram!



video









video


ARTE E CULTURA POPULAR

TRABALHO: ARTES VISUAIS

Professoras: KÁTIA CALLAÇA

Turma: 1702 / Período: de abril a novembro de 2009

Com a intenção de conhecer e revelar a sabedoria popular, levar o aluno a legitimar e autenticar as manifestações artísticas do povo brasileiro.

l Visita ao Museu Casa do Pontal em 27/5/2009

l Xilogravura – com bandeja de isopor em sala de aula.

l Cordel – produção de rimas e exposição na Feira CULTSilveira.

l Medicina popular – pesquisa de campo com familiares e pessoas da comunidade.







SÉRIE INTERVENÇÕES

TRABALHO: ARTES VISUAIS

Professora: KÁTIA CALLAÇA

Turma: 1807 / Período: abril a junho de 2009.

A série INTERVENÇÕES tem como objetivo alterar o ambiente e interagir com ele. Através de ideias criativa desafiar os sentidos, alegrar a escola e os alunos. Expressar nosso talento para todo mundo ver.

INTERVENÇÕES I – RASTRO E POESIA

Espalhar pela Escola pegadas e poesias.

“Isso de querer ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além.”

INTERVENÇÕES II – DESEJOS

Desejos são vontades, desafiam sentimentos, são responsabilidade.








Postado por Imaculada Conceição M. Marins

PROJETO CAMINHOS DO RIO: ORIGEM DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO




Caminhos do Rio – Origem da cidade do Rio de Janeiro

"Esse passeio cultural é gratuito para professores e estudantes de escolas públicas, privadas e de comunidades formais do Ensino Fundamental (ver passo a passo). Todos ganham um caderno de atividades exclusivo do projeto, que estimula a interação da criançada com os locais visitados: os prédios históricos da Praça XV de Novembro - do sopé do antigo Morro do Castelo, demolido em 1992, até o Morro de São Bento - o "coração do Rio Colonial"(1).



Conhecer para amar e preservar

Projeto cultural “Caminhos do Rio” abre inscrições para grupos escolares do Ensino Fundamental


Realizado através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC), do Ministério da Cultura, e com o apoio da Secretaria de Educação da Cidade do Rio de Janeiro (SME), o projeto cultural “Caminhos do Rio: Origem da cidade do Rio de Janeiro” abre inscrições para professores de escolas públicas e privadas e de instituições educativas em geral, de Ensino Fundamental. As inscrições podem ser feitas pelo sitewww.caminhosdorio.com.

O professor interessado deverá participar de uma das reuniões sobre o projeto, que se realizarão sempre aos sábados, pela manhã, a partir de 09/07, na Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores (Rua do Ouvidor, 35, Centro do Rio). Os encontros com os docentes preparam para a realização do passeio cultural com sua turma, que contemplará prédios históricos da Praça XV de Novembro - do sopé do antigo Morro do Castelo, demolido em 1992, até o Morro de São Bento. Considerada "coração do Rio Colonial", a Praça XV, em especial, representa um verdadeiro museu a céu aberto, com características privilegiadas para a difusão dos valores relativos à preservação do patrimônio histórico da cidade, especialmente aos estudantes.

Um dos maiores diferenciais do projeto é seu material de apoio: o caderno de atividades “Caminhos do Rio: Origem da cidade do Rio de Janeiro” (Editora Restauro) foi elaborado para ajudar a analisar a arte e a arquitetura das construções durante o passeio e será entregue, também gratuitamente, aos professores e estudantes inscritos. O caderno é o resultado de um minucioso trabalho de pesquisa: tem 24 páginas repletas de ilustrações e fotografias exclusivas, gravuras históricas e diversas atividades. Não poderia faltar, é claro, o personagem que se tornaria a marca da autora desde a década de 1990: o pássaro-professor “Criu Carioca”, que incentiva a criançada a fazer o percurso. Renata contou com a consultoria da professora e piscicopedagoga Heloísa Gissoni; do professor e arquiteto Mauro Neves Nogueira, doutor em arquitetura pela USP; e do sociólogo, escritor e pesquisador Mario Aizen. O conteúdo tem lógica e narrativa desenvolvidas para crianças de 8 a 12 anos e é integrado à grade curricular e ao roteiro dos passeios, colaborando de forma especial com as práticas de ensino-aprendizagem exercidas em sala de aula, junto às disciplinas de História, Geografia, Artes e Português.

Segundo Renata, os passeios culturais são instrumentos de ensino e aprendizagem muito estimulantes e eficazes: “Além de proporcionar novos conhecimentos para o professor, desejamos despertar o olhar dos estudantes para a beleza e a importância de sua cidade, provocar-lhes o sentimento de apropriação fundamental para a defesa e a preservação dos espaços públicos”. O projeto “Caminhos do Rio” e o caderno de atividades fundamentam-se em uma longa experiência de passeios culturais junto a diversas escolas cariocas, que podem ser conhecidos no site da autora: www.riorio.com.br.


PASSO A PASSO

Passo 1Inscrição do professor na reunião sobre o projeto pelo site www.caminhosdorio.com
- Para professores de escolas públicas e privadas e de instituições educativas em geral, de Ensino Fundamental.
- Até o final do ano, serão 12 reuniões, com 20 vagas cada, para apresentação do projeto aos professores.
Passo 2Reunião com os professores sobre o projeto.
- Local: Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores (Rua do Ouvidor 35, Centro).
- Entrega do um exemplar do caderno de atividades “Caminhos do Rio: Origem da cidade do Rio de Janeiro” ao professor.
Passo 3 – Avaliação do projeto pelo professor, junto à coordenação de sua escola e agendamento da passeio cultural com sua turma no site www.caminhosdorio.com
Passo 4 - Realização do passeio cultural com os estudantes
- O professor é o orientador da turma no passeio.
- Cada estudante recebe um caderno de atividades “Caminhos do Rio”.

- Acompanhamento de um monitor do projeto.

OBSERVAÇÕES:
- Autorização da escola, por escrito, para participação da turma.
- Máximo de 40 estudantes.
- Transporte e lanche são de responsabilidade da instituição de ensino.


IDEALIZAÇÃO E COORDENAÇÃO

Renata de Faria Pereira é mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, na área de Conservação e Restauro. É diretora da Restauro - Editora, Pesquisas e Projetos, e autora de publicações e projetos culturais e educativos para o Ensino Fundamental, nas áreas de patrimônio histórico, história urbana, arquitetura, artes e meio-ambiente. De 1993 a 1995, assinou a coluna para crianças “Criu Carioca”, sobre o Rio de Janeiro, em um jornal carioca e, em 2002, foi agraciada com o prêmio "Premio Antônio Pedro de Alcântara",da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro, em Educação e Patrimônio Histórico. Adotado por várias escolas cariocas, como o Liceu de Artes e Ofícios, Colégio Marista São, São Vicente e Andrews, seu primeiro livro, “RioRio” (1992), ganhou o “Prêmio do Instituto do Arquitetos do Brasil” na categoria pesquisa e está em na 10ª edição. A obra traz o personagem que se tornaria a marca das publicações da autora: o pássaro-professor Criu Carioca, que tem incentivado as crianças a conhecer o Rio por meio de passeios culturais ao longo de quase 20 anos.

DEPOIMENTOS

O tema se encaixa no conteúdo do Ensino Fundamental I, de todas as escolas do Rio de Janeiro; o projeto também se destaca por propor uma experiência real com o espaço urbano da cidade, incluir a formação do professor e oferecer um rico material de apoio” - Heloísa Gissoni, especialista em psicopedagogia e orientadora pedagógica do Ensino Fundamental I do Colégio Teresiano.

O projeto de Renata Pereira cria condições para que se possa compreender melhor os lugares em que se vive, ao mesmo tempo que interage com os estudantes, futuros responsáveis pela cidade” - Mauro Neves Nogueira, professor e arquiteto, D
outor em arquitetura pela USP.

O Caminhos do Rio contribui para aprimorar o conhecimento dos professores e o ‘olhar’ dos estudantes, despertados para a valorização não só dos locais históricos que visitam, mas do bairro e da rua onde moram, e da memória dos seus pais e avós” -Mario Aizen, sociólogo, escritor e pesquisador, especializado nos bairros do Rio de Janeiro.

CRÉDITOS

Realização
Ministério da Cultura

Patrocínio
IBOPE, Instituto Paulo Montenegro
Megadata Computações Ltda.
Instituto Paulo Montenegro

Apoio
Secretaria de Educação da Cidade do Rio de Janeiro

Editor e responsável pelo projeto cultural
RESTAURO - Editora, Pesquisas e Projetos

Autoria e desenhos
Renata de Faria Pereira

Consultores
Heloisa Gissoni – Pedagoga
Mario Aizen - Sociólogo e Hstoriador
Mauro Neves Nogueira – Arquiteto
Roberto Maia – Editor
Veronica Teicher - Design

Fotografias
Evaldo Camara Macedo
Anna Clara de Jesus Carvalho
Rafael Nogueira de Faria Pereira


NOTAS:

(1) Informações enviadas por e-mail pela assessora de imprensa do projeto: Jaciara Rodrigues: rjaciara@uol.com.br Tel.: (21) 8121-2474


(2) Imagens enviadas por Jabim Nunes (professor do Núcleo de Arte Grande Otelo/6a.CRE).

(3) Caminhos do Rio: http://www.caminhosdorio.com/



Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins

domingo, 3 de julho de 2011

ÚLTIMOS DIAS PARA SE INSCREVER: FESTIVAL INTERNACIONAL PEQUENO CINEASTA




Festival Internacional Pequeno Cineasta

Inscrições Até 05/07/2011


A 2ª edição do Festival Internacional Pequeno Cineasta(1) será realizada no Rio de Janeiro em novembro de 2011 premiando filmes de curta metragem realizados por crianças e jovens do mundo inteiro, nos gêneros ficção, documentário, experimental e animação.

Prazo para inscrições: 05 de julho de 2011.

Endereço para envio de correspondências e materiais:

Werger Pro
Festival Internacional Pequeno Cineasta 2011

a/c Cristina Savian
Praia do Flamengo, 98 / 211 – Flamengo – Rio de Janeiro - RJ
Brasil – CEP 22.210-030
contato@pequenocineastafest.com.br
www.pequenocineastafest.com.br




O que uma criança é capaz de criar com uma câmera na mão?

Essa pergunta(2) deu o pontapé inicial para a criação do Festival Internacional Pequeno Cineasta e a resposta pode ser conferida nessa 2ª edição – de 8 a 12 de novembro/2011 na cidade do Rio de Janeiro.

Pensado e desenvolvido com foco no olhar da geração do futuro, o Festival exibe filmes feitos por crianças e jovens de 8 a 17 anos do Brasil e do mundo, através da Mostra Competitiva Nacional e da Mostra Competitiva Internacional, ambas divididas nas categorias: filmes criados por crianças e filmes criados por jovens.

O Júri será composto por dez crianças com perfis representativos de diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro e classes sócio econômicas.

Além dos filmes concorrentes teremos a Mostra Não Competitiva Oficina Pequeno Cineasta - filmes concebidos pelos alunos da Oficina, projeto que desenvolvemos há dois anos com crianças da cidade do Rio de Janeiro.

Durante o Festival será realizada a exposição fotográfica “Pequenos Olhares” com fotos registradas por crianças sobre o tema “O que é cinema”, o debate “Cinema por crianças e jovens”; a mesa redondinha “Luz, Câmera e Ação”, realizada através de vídeo conferência abrangendo crianças e jovens do Brasil, Itália e Argentina; e o Workshop Nossa voz pelos olhos, ministrado pela filmmaker inglesa Olivia Emes, direcionado a professores da rede de ensino pública e privada.

Direcionado a crianças, jovens, professores, pedagogos e demais profissionais que pensam e trabalham a infância, o Festival tem como objetivo promover o debate sobre o universo infanto-juvenil, discutindo os conceitos educacionais atuais e os valores dentro da diversidade cultural.

O Festival cumpre o seu papel ao dar voz a crianças e jovens de diferentes classes e culturas, proporcionando uma troca de experiências, informação e pensamento.

Esperamos por você nessa segunda edição.

Cristina Savian
Daniela Gracindo
Diretoras do Festival


NOTAS:





Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins